2009-09-15

Sócrates

... e com validade até 31-12-2014 !

Produzido por COFISA - Conservas de peixe da Figueira, S.A. , comprado em Moçambique.

2009-09-12

Gato Fedorento

Acho que vou votar neles...

2009-08-26

Vamos mudar de líder? Bora!

Marques Mendes volta a defender lei que impeça políticos acusados ou condenados de se candidatarem a eleições

O ex-líder do PSD Marques Mendes recomendou hoje ao partido que reforce as suas preocupações com a ética e voltou a defender uma lei que impeça políticos acusados ou condenados por crimes graves de se candidatarem a eleições.

“É um desafio que tenho feito a todos os partidos mas recomendaria de uma forma particular ao único partido em que tenho confiança, o meu partido, recomendaria em particular ao PSD que reforçasse cada vez mais as suas preocupações com a ética e a credibilidade da vida política”, afirmou Marques Mendes, num jantar-conferência na Universidade de Verão do PSD, que decorre em Castelo de Vide até domingo.

Apontando a falta de ética na vida política como um dos “pecados capitais” que mina e fragiliza a democracia, o antigo líder social-democrata voltou a falar das situações em que um político, autarca, deputado ou governante está condenado por um crime especialmente grave, nomeadamente corrupção ou fraude fiscal.

“Acho que a bem dele, a bem da instituição e a bem da política não deve poder candidatar-se a eleições”, defendeu, ressalvando, contudo, que para si esta não é tanto uma questão de leis, apesar de em alguma situações ser “bom haver uma lei”.

Recordando o fundador do partido que nos anos 70 disse que “a política sem ética é uma vergonha”, Marques Mendes classificou esse problema como uma “questão que está a corroer a nossa democracia”.

“Ninguém é obrigado a fazer política, só vem para a política quem quer mas quem vem para a política só pode estar de uma forma: com seriedade, com honestidade, com dedicação, com competência”, sublinhou.

Contudo, acrescentou, “não é preciso ser monge”, bastando ser um exemplo de seriedade, honestidade e credibilidade.

Marques Mendes reconheceu, porém, que isto nem sempre tem vindo a acontecer, tendo já existido situações que afrontam estes princípios.

Por isso, preconizou, só há uma solução: “Cortar a direito, custe o que custar, doa a quem doer”.

“Não pode ser de outra forma”, enfatizou, considerando que só em “situações limites” será necessário uma lei, já que a maioria dos casos trata-se de uma “avaliação exclusivamente política”.

“Na esmagadora maioria dos casos não é precisa lei nenhuma para colocar ética na política: basta que quem manda, quem decida, tenha a coragem de aplicar estes princípios, estes valores”, declarou, recordando que nas autárquicas de 2005, quando era líder do PSD afastou alguns candidatos “em nome da credibilidade”.

“Às vezes, é preferível saber que se vai perder uma eleição mas afirmar uma linha política de credibilidade, porque as convicções e a pureza dos princípios são muito mais importantes que os sentidos de oportunidade ou as lógicas de conveniência”, defendeu.

As listas eleitorais do PSD incluem dois arguidos em processos judiciais, António Preto e Helena Lopes da Costa, pelo Círculo de Lisboa, o que motivou duras críticas à direcção por parte do líder da Distrital Carlos Carreiras, entre outras pessoas ligadas ao partido.

Como outros “pecados capitais” que “minam a qualidade da democracia”, o antigo líder social-democarata apontou o défice de competitividade e solidariedade, a falta de liberdade de escolha na educação, a crise na Justiça e o actual sistema eleitoral.

2009-08-24

Poupar o Meio-Ambiente.

Ideia: Poupe Água.

Concretização: Não tome banho!

P.S. : Não me responsabilizo por nada que é publicado neste blog!

Isaltino condenado

Pena exemplar!

E aos seus indefectos apoiantes, se gostam tanto dele, então vão fazer-lhe companhia à prisão, que é o lugar dos criminosos!

Prostituição

É o que eu acho ser o valor predominante nesta direcção do PSD. Tornaram-se todos meros prostitutos ou meras prostitutas. Não há valores, há a cobrança de favores. Não há confronto de ideias, há a luta por cadeiras.

Não me conformo com a lista de deputados para Braga. Pedro Passos Coelho foi afastado por não ser conveniente haver um deputado que se candidatou contra a líder, no parlamento. Mas este é o mal-menor a meu ver, que dá novo significado às palavras de Manuela Ferreira Leite : estão comigo ou não estarão.

Não me conformo com a lista de deputados para Setúbal. Fernando Negrão foi eleito para a CMSetúbal, e tinha tanto amor à terra dele que aceitou ir para vereador na CMLisboa à primeira vez. Era bom para a carreira dele, como político, e safava o partido de uma alhada criada com a saída de Pedro Santana Lopes - e que continua a andar por aí - e Carmona Rodrigues. Ainda se candidatou à Distrital de Setúbal, aliado a Luís Rodrigues, e perdeu, contra Bruno Vitorino e uma das mais jovens equipas de sociais-democratas que conheço. Mas foi recuperado e colocado como cabeça-de-lista por Setúbal.

Não me conformo com a lista de deputados para Lisboa. Temos Helena Lopes da Costa (arguida ou já acusada?) com um processo por abuso de poder do tempo em que foi vereadora da CMLisboa, amigalhaça da líder actual e que não se esqueceu de pagar assim os votos a seu favor que esta lhe arregimentou. Sim, porque Helena Lopes da Costa concorreu contra Carlos Carreiras para a Distrital de Lisboa e perdeu, acompanhada por Isaltino Morais na noite da derrota - mas arranjou-lhe os votos que tinha arregimentado nas últimas distritais. E o caso mais bicudo, António Preto, ex-líder da distrital de Lisboa, amigo da líder actual e que foi o responsável por financiar o contact-center da sua candidatura. O favor não podia ficar sem pagar, claro está. E foi caro!

Agora, vamos por partes. Porque é que há tanta discussão em torno das listas de deputados? Mesmo tendo havido só a permanência de cerca de 20% dos deputados da anterior legislatura - que na verdade , era mesmo má, tão má como Pedro Santana Lopes - esta renovação unilateral crispou e exaltou o fraccionismo instalado no PSD. Não há pão para tanta gente, andam todos a lutar por uma carreira política, e a distribuição de cargos políticos (os que são realmente políticos, os que exercem o poder político e podem criar leis, que é só no poder central) para o PSD , que vai ser mais uma vez oposição , nesta próxima legislativa, vai estar limitada à A.R. . E esta é sempre uma belíssima montra da nossa classe política:
- Deixaram cair em saco roto a legislação e variadas iniciativas anti-corrupção.
- Não querem ser limitados no exercício dos seus cargos políticos e profissionais.
- Acham-se no direito de serem tratados como super-cidadãos, só porque são deputados.
- Contam-se pelos dedos aqueles deputados que têm capacidades oratórias acima da média.
- Os debates são uma farsa combinada.
- Faltam demasiado durante a legislatura.
- Aprovam leis inconstitucionais, vetadas pelo Presidente da República e que não passam claro está no Tribunal Constitucional.

Enfim, será que vale a pena votar neste PSD?

2009-08-02

Marques Mendes: "Vergonha" que políticos acusados sejam candidatos

Marques Mendes , ex-presidente do PSD , considerou hoje "uma vergonha" para a democracia e uma "atitude chocante" para o comum dos cidadãos que políticos acusados, pronunciados ou condenados judicialmente por crimes graves - como corrupção - "possam impunemente ser candidatos a eleições".

"Acho que um político - autarca, deputado ou governante - acusado, pronunciado ou condenado por crimes especialmente graves - como corrupção, peculato ou fraude fiscal, por exemplo - está fortemente diminuído na sua autoridade, na sua credibilidade e nas condições para o exercício de um cargo político, comprometendo, assim, o prestígio da política e a imagem das instituições", declarou Luís Marques Mendes à Agência Lusa.

Nestes casos - precisou o ex-líder do PSD - a lei devia "consagrar frontalmente uma inelegibilidade, ou seja, devia impedir que políticos nestas situações pudessem candidatar-se a eleições".

Marques Mendes salientou que "fazer isto seria um acto da mais elementar decência política"

"Como dizia Sá Carneiro, a política sem ética é uma vergonha. É isto também o que eu penso. Mais do que isso. Defender a ética na política foi o que eu próprio fiz. Recordo que em 2005 afastei alguns candidatos do meu partido a presidentes de Câmara, mesmo sabendo que perderia algumas autarquias", recordou.

Nas últimas eleições autárquicas, em 2005, o PSD, sob a liderança de Marques Mendes, recusou a candidatura nas suas listas de Valentim Loureiro, em Gondomar, e de Isaltino Morais, em Oeiras, que respondiam perante a Justiça por crimes alegadamente praticados no exercício das funções autárquicas.

Isaltino Morais conhece segunda-feira o acórdão do julgamento do processo relacionado com contas bancárias não declaradas na Suíça e no KBC Bank Brussel, em Bruxelas (Bélgica).

Nas palavras de Marques Mendes, que não comentou qualquer caso em concreto, "a verdade é que o poder pelo poder não serve para nada" e "há que ter princípios e convicções", sendo que "às vezes é preciso correr o risco de perder uma eleição para afirmar uma linha política de seriedade e de credibilidade".

O ex-presidente do PSD observou, também, que "há mais de três anos que a Assembleia da República tem em seu poder um projecto de lei consagrando a inelegibilidade de candidatos a contas com acusações ou condenações judiciais especialmente graves", tendo sido ele "o autor da ideia" desse diploma.

"O que é grave é que esse projecto foi aprovado na generalidade, por unanimidade. Por todos os partidos sem excepção. Porém, na hora da verdade, não houve coragem para avançar. O Parlamento fechou as portas e o projecto ficou na gaveta. Considero uma omissão grave, deliberada e escandalosa", criticou.

Marques Mendes observou, também, que "os partidos falam muito de verdade, transparência e credibilidade", mas "na hora de decidir unem-se para mandar às urtigas estes princípios".

Segundo Marques Mendes, foi também "assim quando, há poucos meses, todos os partidos se uniram para fazer uma escandalosa Lei de Financiamento Partidário".

2009-06-18

Sakamoto Ryuichi


Merry Christmas Mr. Lawrence

2009-06-14

Bad Boys

O João Rendeiro anda a dar nas vistas. Agora ofereceu-se a dar os seus 14% para cobrir o prejuízo, que acaba por não valer nadar, dos clientes do BPP.

É de facto o gestor responsável pela situação, e ainda por cima aparece com uma solução fantástica. Este país está cada vez parecido com um circo.

2009-06-13

One Week Later...

1 semana depois do PSD ter ganho as eleições estrondosamente, o que é que mudou em Portugal? Ainda é cedo, mas os ventos já sopram forte da Europa.

Paulo Rangel fez uma belíssima campanha eleitoral. Não obstante a Manuelazita, a "Tina Turner" do PSD, tenha mostrado que não domina o dom da oratória. Mas foi o suficiente e estas eleições deu para mostrar que Mudar é Possível, nem que seja votando num partido central oposto ao do governo, como forma de protesto. E foi isso o que aconteceu.

2009-06-02

A família dos advogados.

Esta noite estou a ver os Prós e Contras, que está espectacular. O que divide os advogados? Dinheiro. Uns querem ganhar muito, outros contentam-se pelo que é justo.

Parece-me que o Marinho Pinto está a fazer um excelente trabalho, a mexer com muitos interesses da Ordem. É o nosso "querido" bastonário... HAHAHA!

Os opositores ao Marinho nem são capazes de se aguentar em pé e contestar de pé e igualdade com o Marinho. Este arrasa a retórica deles.

Está claramente visto, de um lado temos o que estão habituados à antiga ordem, e de um lado, no Marinho, temos o que estão fartos do estado das coisas. Espero que estes ganhem. Que arrasem e dê cabo dos Júdices, dos Rogérios e restantes abutres da miséria alheia.

Isto é que vai cá uma Máfia nos Conselhos distritais da Ordem dos Advogados...

2009-05-16

Amanda-lhe, Porra!!!! - parte III

O Vital Moreira aparenta estar tresloucado. Depois de ter sido agredido (se aquilo é agressão, o gajo nunca andou à porrada) em Maio, agora mete-se nos problemas do PS.

Acho bem que se meta. Piora a situação! O Alegre já saiu a terreiro a defender o partido dele - incrível, não é? O que a política obriga a malta a fazer.

2009-05-03

Amanda-lhe, Porra!!!! - parte II

"Fui objecto de um desacato verdadeiramente antidemocrático, sectário, e de pura perseguição pessoal e política a mim e ao Partido Socialista"

Coitadinho!!!! Tou cheio de pena! Este Vôvô vai para o Parlamento Europeu durante uma catrefada de anos, a ganhar 12 mil euros por mês limpinhos e ainda se arma em vítima de uma situação que ele despoletou.

E ainda por cima, acha que é perseguição política? Mas que política é que este gajo fez? Nenhuma!!! E vai representar Portugal por ser de esquerda? Fónix!!! E competências? E planos? E ideias? E estratégias que defende para Portugal? Nada, zero, vale o mesmo que nada.

Já o povo não se pode manifestar, com vozes de raiva e cólera, que passam logo a ser rotulados de anti-democráticos?

Há 35 anos deixámos de ter o lápis azul e agora temos o lápis cor-de-rosa?
Que palhaçada!!!

Amanda-lhe, Porra!!!

Então os gajos do PCP portaram-se como uns frouxos! Sinais do tempo, já estão a ficar velhinhos.

Gajo que é gajo PCP tinha logo dado um arraial de porrada no Vital. Bem que merecia.

Afinal, a agressão foi um inocente saquinho cheio de água, que acabou por sujar o casaquinho do sr. Vital, o Vovô Cantigas!

Já não há militantes como antigamente. Vá lá, admitam, o tipo foi lá e estava a pedi-las, nunca pôs os pés num 1º de Maio com medo de levar porrada dos comunas, agora foi lá com o alto patrocínio do secretariado geral socialista. Vá-se lá perceber!

Se fosse comigo, era corrido à paulada!

TTT ou não?

Tirando a promessa de retirada de apoios e subsídios aos jovens, entregues à bandeira do empreendedorismo por si só, a perseguição aos casais homossexuais e atentado ao direito constitucional da não-discriminação por orientação sexual, a referência ao "já me apetecia um bloco central na passada 2º feira", o apoio ao "menino guerreiro" que não sabe fazer mais nada do que dar-se ao luxo de "andar por aí", a contínua negação - porque a igreja o quer - do direito à escolha da mulher que engravida, constituindo uma agressão e violação do direito constitucional à sua privacidade, ... vou ter que concordar com a Manuela acerca da 3º travessia do tejo.

Nesta altura de crise, uma obra pública daquelas não pode ir em frente. Será um esbanjar de preciosos recursos que devem ser aplicados criteriosamente. Lisboa já têm duas pontes q.b. . A única razão que poderia entender era usar a TTT como um factor catalisador do desenvolvimento da zona do Barreiro, em clara desvantagem com Montijo/Alcochete, ou Almada.

Quanto ao Novo Aeroporto de Lisboa, espero que aquilo não avance. Por razões ambientais e por ser uma obra excessivamente onerosa, conduzindo à privatização da ANA,dos aeroportos nacionais. Também, não é o momento certo visto que as companhias de aviação estão a ter uma redução acentuada da procura, condicionando os seus planos de expansão, e isto a nível mundial, não só em Portugal.

2009-04-28

Isaltino Prendado

Que bonito! O Isaltino recebeu um terrenozinho em Cabo Verde como sinal de agradecimento pelos serviços publicos prestados nas relacoes inter-municipais S.Vicente-Oeiras!

Que rica prenda! Vejam lá como vale a pena ser um autarca que não tem o minimo de preocupações morais...

2009-04-23

O porquê de eu não votar em Manuela Ferreira Leite:



E não me venham dizer que um militante tem que têr uma lealdade canina ao seu líder. Quem é jovem e não anda a concorrer a tachos, não se revê numa pessoa como esta.

2009-04-21

Vovô Cantiflas

Quem viu o Prós e Contras ontem, não pode deixar de concluir que o Vovô Cantiflas - o Vital Moreira - vitimizou-se e nem esteve à altura de ser candidato ao Parlamento Europeu. Nem sei o que o tipo vai lá fazer senão ganhar muito carcanhol à boleia do PS.

O que me espantou foi a acutilância e o saber discutir política de Paulo Rangel. Já na A.R. se têm portado à altura, e agora é a pura constatação pública - é de longe melhor candidato que Marques Mendes, ou outro qualquer. A escolha de MFL foi acertada.

2009-04-17

Afinal, ainda há heróis...

http://clix.expresso.pt/fotogaleria-nos-ceus-de-mocambique=f509533

Medicamentos em Portugal e em Espanha

Conjunto de medicamentos habitualmente vendidos em Portugal custam mais do dobro do que em Espanha.

Há muita gente a ganhar muito dinheiro com o infortúnio dos outros. As farmácias, os médicos, as farmacêuticas, as associações farmacêuticas.

Agora andam todos a apontar o dedo umas às outras. "Tu é que és o corrupto" (são todos corruptos). "Não, não, repudio essas acusações infundadas" (espera para ver). "No fim-de-semana, na farmácia, recebo centenas de receitas médicas tiradas a papel-químico" (e toca a aviar, a aviar, a aviar). "Em 20 anos só conheço um ou dois casos de corrupção." (ou é um grande mentiroso ou é um grande parvo). "Foi já requerida uma inspecção ao IGAI e ao IGS e vamos realizar uma auditoria interna" (que não vai dar em nada, como sempre).

Temos Inspecções Gerais que andam a "fazer de conta que fazem alguma coisa" e não fazem o seu trabalho senão têm chatices e "comem menos" no final do mês. Temos associações farmacêuticas que estão riquíssimas e só em tempos de crise é que se "zangam as comadres" e a verdade vêm cá para fora. E anda o Governo a prometer lutar contra a corrupção e não apanha esta "gajada"!

É tudo uma "conversa da treta". Eu já não aguento esses "cabrões". Cadeia para eles todos, já!

2009-04-16

E nós por cá...

Depois da vitória do Manchester United, contra o FCP, já se adivinha os comentários vitiminosos do Pôncio, Aguiar e Moreira:

Pôncio na TVI: "O Futebol Clube do Porto foi arrumado por uma arbitragem que ninguém teve coragem de criticar. Ora passe lá a imagem outra vez. O Cristiano Ronaldo quando chutou para o gol tinha um pingo de sangue no joelho. E como sabem, só o senhor árbitro não viu, um jogador com um pingo de sangue no joelho não pode estar em campo. Pois é...Toda a gente no estádio viu o pingo de sangue e o Helton não se fez mais cedo à bola porque estava à espera que o árbitro interrompesse o jogo. Ora passem lá as imagens outra vez..."
Guilherme Aguiar na SIC: "Vejam bem a posição onde se encontra o árbitro quando o Cristiano Ronaldo fez o golo. Olhem, olhem, olhem, o árbitro está à frente do Helton e não vê a bola partir. Pior: se repararem bem o fiscal-de-linha, olhem, olhem, olhem, tapou a bola com a bandeirola, o que prejudicou manifestamente a defesa, que seria fácil sem estas duas irregularidades. Também não percebo a nomeação deste árbitro suíço, que foi manifestamente infeliz, quando podiam optar por Olegário Benquerença, um internacional habituado a estas "frutas", perdão, a estas andanças".
Rui Moreira na RTPN: "O Platini queria o FC Porto fora da Champions a qualquer preço. Segunda consta o Cristiano Ronaldo passou a noite na casa do presidente da UEFA a treinar remates de longe. Depois de comerem fruta deram-lhe um envelope para despachar o FC Porto. Eu apelava a todos os adeptos do FC Porto para irem para a porta da embaixada de França assobiarem em sinal de protesto".

2009-04-14

E a grande notícia de hoje é ...


Nasce o primeiro camelo clonado.

Incrível! Estou estupefacto. Esta é que não esperava.

Fantástico. Esta 3º feira vai ficar na história. 14 de Abril de 2009. Camelos clonados!!!

2009-04-13

Casos de política

Num ano tão conturbado para toda a gente - a elite "faz-se" aos cargos políticos e a sociedade conta os "tostões" - adivinha-se que os próximos tempos vão ser muito intensos e cheios de polémicas.

Temos o caso "Freeport" - em que o PSD, com o caso "BPN" a morder-lhe os calcanhares, não utiliza para deitar abaixo o Governo - que vai fazer correr muita tinta pelos jornais. Tirando isso - ser uma fonte inesgotável de más notícias para o actual PM - não acredito que dê qualquer coisa no final.

Temos o caso "Isaltino" - o grande edil de Oeiras que já foi maior antigamente, que se defendeu como pode, tentou furtar-se à justiça, negou ser arguido, depois acusado, fez a vida negra ao juiz de Oeiras ao qual lhe estava atribuído o caso, e atrasou o processo o mais que pode, embora tenha sempre dito que queria uma justiça rápida e célere. Eu não sei qual é a vossa opinião, mas por mim o Isaltino não passa de um grande mentiroso, ganancioso, que se fez ao dinheiro das autárquicas passadas para enriquecer ilegitimamente. O Tribunal o provará, tenho a certeza. Espero que Oeiras tenha já um sucessor para este edil, não gostava nada que Oeiras se tornasse terreno fértil do PS, mesmo com o Marco Perestrello (têm ar de mariconço).

A "Casa Pia" vai dar no que se previa - ninguém é responsabilizado criminalmente, excepto o "arrependido".

A 3º Travessia do Tejo - ou TTT - mais o TGV Lisboa-Barreiro-Poceirão-Caia, irei mais tarde comentar esta opção política, social e económica.

Linkin Park


Leave Out All The Rest

2009-04-11

HAHAHAHAHAH

http://www.ferreiraleite.com/

Lindo! Excelente ideia! Vamos lá tirar partido do líder do PSD e ganhar uns trocos.

MUHAHAHAHAHAH

2009-04-10

AARRGHHH

O que é aquilo? Um Ovni? Uma nova propaganda do Sócrates? Um novo anúncio dos Gatos Fedorento? Nãaaaaoooooo.... é um cartaz feio com a Manuela Ferreira Leite no Marquês....

Em tempo de crise, andam todos os partidos a pôr cartazes no Marquês de Pombal a 200 contos cada. Aquilo é um atentado à paisagem e à carteira do contribuinte - somos todos nós que vamos acabar por pagar aquilo depois das eleições, viva a Democracia, não é??? Cambada! Irra!!! Política a sério, não se apregoa em rotundas ou à margem das estradas. Pratica-se!

Já pensaram só usar a Internet e SMS? A poupança que se conseguia em termos de custos, e menor impacto ambiental, claro está.

2009-04-07

Este Blog vai lutar contra a crise !

Para os blogonautas, serão regularmente comunicadas dicas de como poupar em tempo de crise e aumentar os rendimentos líquidos (talvez):
  • Venda o carro e vá de transportes públicos (acabaram-se as filas de trânsito, as portagens, o seguro automóvel, a ida à oficina e respectiva conta, o IUC, os protestos por causa do preço dos combustíveis , a gasosa, o custo do parque e as multas de estacionamento).
  • Emigre para um país em franco desenvolvimento (não, não é no hemisfério norte, é mais abaixo).
  • Não perca tempo a comprar e ler jornais e revistas, este país não têm nada de interessante, mesmo! Ou se quiser/precisar mesmo, vá à Biblioteca Municipal, são de borla!
  • Candidate-se a político ou mesmo deputado, quem sabe, se calhar entra tal é o actual baixo-nível das bancadas da A.R. com os palavrões que eles trocam entre eles.
  • Cancele os cartões de crédito (todos excepto o da empresa!) .
  • Cancele os canais pagos da TV (comece a ver a RTP2 que não têm publicidade e assim não lhe fazem a cabecinha), a Internet (use o do trabalho), telefone fixo (ainda paga assinatura? Otário) e esconda os telemóveis na cómoda (se anda com mais do que um, é parvo) mas fique com o da empresa (até este dar).
  • Mude a tarifa eléctrica para tri-horária e diminua os consumos pouco a pouco, mudando os seus hábitos. Desligue na tomada todos os electrodomésticos não utilizados. Monitorize o seu consumo diariamente (já mudou as lâmpadas para as de baixo consumo? Não? Então o que é que está à espera?).
  • Faça reciclagem. Não deite fora tudo o que lhe apetece. Separe os lixos (quando começar a ter uma ideia dos plásticos, vidro e papel que vai deitando fora nos Ecopontos por semana, irá começar a fazer compras mais inteligentes). Use caixas para armazenar os resíduos.
  • Compre produtos de marca branca. Duram o mesmo e são mais baratos.
  • Opte definitivamente por mudar de electrodomésticos para uns mais "económicológicos" e claro, de menos consumo. A longo prazo, compensam.
  • Deixe a barba / pêlos crescerem. Faça greve à Gillete (que têm uns preços absurdamente caros pelo micro-produto de plástico e lâminas que vendem em embalagens coloridas).
  • Deixe definitivamente o ginásio (você também já não ia lá há algum tempo e continuava a pagar mensalidades). Comece a andar de bicicleta, a correr ou ir à praia.
  • Diminua drasticamente o consumo de água. Coloque misturadores nas torneiras e no chuveiro (cortam 50% do consumo de água e gás!), reutilize a água do duche não aproveitada para descargas sanitárias. Mude o autoclismo para um modelo ecológico, com diferenciação de descargas.
  • Cuide da sua saúde antes que os privados cuidem de si e da sua carteira.
  • Comece a chegar mais cedo ao trabalho e depois das 9 horas de trabalho diárias aproveite o fim do dia para procurar um trabalho mais bem remunerado ou mais perto de casa (lembre-se que quem se interessa realmente pelo seu sucesso profissional é você).

2009-04-03

Administradores da Gebalis vão ser julgados por peculato e administração danosa

O juiz do Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa validou hoje de manhã a acusação de peculato e de gestão danosa imputada pelos procuradores do Departamento de Investigação e Acção Penal de Lisboa a três administradores da Gebalis, empresa municipal responsável pela gestão principal a gestão social, patrimonial e financeira dos bairros municipais de Lisboa.

A pronúncia dos gestores Francisco Ribeiro, Clara Rocha e Mário Peças implica o seu julgamento nas Varas Criminais de Lisboa por terem causado um prejuízo à Gebalis no montante aproximado de 200 mil euros, por uso abusivo dos cartões de crédito que eram custeados pela empresa municipal.

O dano causado corresponde, segundo cálculos efectuados pelos magistrados do MP, a 2/5 do montante do subsídio atribuído anualmente pela CML àquela empresa municipal, no período correspondente ao seu mandato. E excede mesmo o montante de 124.252 euros relativos a proveitos no exercício de 2006.

Os arguidos terão usado os cartões de crédito para pagamento das despesas em refeições particulares e com amigos, quer nos dias de trabalho, quer em férias ou fins-de-semana, quer, ainda, no decurso de viagens ao estrangeiro.

Se não me engano, os três administradores ocuparam as posições da Gebalis durante o mandato de Pedro Santana Lopes. Se é este o tipo de gente que o Santana confia...

2009-03-24

Morais Sarmento admite que PSD não geriu a substituição do Provedor da Justiça da melhor maneira

O social-democrata Nuno Morais Sarmento criticou a forma como o PSD deixou arrastar o polémico assunto da substituição do Provedor da Justiça e criticou, em declarações à Rádio Renascença, a proposta do CDS-PP de transferir para o presidente da AR, Jaime Gama, a resolução do caso.

Em declarações no programa "Falar Claro" da Renascença, o presidente do Conselho de Jurisdição Nacional social-democrata admitiu que "o PSD não devia ter-se deixado neste jogo durante sete meses". "Foram sete meses que passaram", frisou. “O PSD indicava nomes e o PS nunca disse que não", rematou.

Nuno Morais Sarmento garantiu ainda que "se estivesse no lugar de quem, no PSD, teve este processo na mão, não teria chegado tão longe, teria tratado mais cedo”. “Desde logo pela dignidade que o cargo envolve e pelo destruir de valor da instituição neste processo", acrescentou.

"O que incomoda aqui não é tanto o PS ou o PSD, nem a pessoa A ou B. É que o país assiste, mais uma vez, à destruição da instituição (...) O que nós estamos a fazer é destruir a instituição, estamos a desvalorizar o Provedor de Justiça neste processo", concluiu.

...

Nuno Morais Sarmento alertou ainda para a possibilidade de bloqueio do sistema de nomeações no quadro parlamentar se o PS pretender resolver a questão da sucessão de Nascimento Rodrigues sem o PSD.

"Iniciar aqui um percurso desse tipo significa bloquear o sistema porque temos 30, 40 ou 50 cargos de eleição em instituições que são fundamentais para a democracia, portanto se o PS entra numa deriva por aí depois vai resolver os outros 30 com os outros partidos?", questionou. "Não seria bom para o sistema deixar o PSD de fora".

Falando de responsabilidade...

Lembro-me que há cerca de 1 ou 2 anos atrás, aquando da criação de uma empresa pública de meios aéreos dedicada à Protecção Civil ( Empresa de Meios Aéreos), lembro-me da terrível campanha negativa que passou nos jornais.

Para já devo esclarecer que costumo ler o Expresso e o Público frequentemente por serem os que me inspiram mais confiança. Contudo, tenho uma enorme desconfiança na classe profissional ligada a este meio por serem :

a) Pressionáveis por interesses económicos e de progressão na carreira.
b) Por vezes ignorantes na matéria que abordam.
c) Tomarem partido pessoal em artigos de investigação de figuras públicas.

Os jornalistas são de facto considerados, a par dos políticos, como os que menos inspiram confiança pela nossa sociedade (e são estes que se intitulam de poder e contra-poder, engraçado, não é?)

Ora, nessa altura, grande parte das notícias que veiculavam na comunicação social - mais do tipo opinião pessoal / artigos remunerados por empresas do meio - eram contra a formação da Empresa de Meios Aéreos, e mais concretamente, punham em causa a aquisição dos helicópteros a título permanente pelo Estado e lançavam objecções ao tipo de helicóptero a adquirir - Kamov KA-32 ABC de fabrico russo.

Falando de competência, e passados estes 2 anos desde o início da sua aquisição, treino e formação do pessoal, experiência e operação, começamos nós, Portugueses, a constatar pela televisão, a vantagem de ter meios aéreos disponíveis em PERMANÊNCIA durante todo o ano para o combate aos incêndios florestais. Para missões de resgate a náufragos. Para vigilância e apoio às forças policiais. Entre outras.

Falando de responsabilidade, os "pais" da criação da empresa de meios aéreos tomaram a decisão acertada de prosseguir uma política (esta sim, uma política a sério) de aquisição de meios e recrutamento de pessoal, manutenção e operação durante todo o ano, à semelhança do que os OUTROS PAÍSES FAZEM. Estão de parabéns.

Falando de tomar partidos, sabemos muito bem quem é que se pôs contra esta ideia. Quem investiu meios e fundos para atacar, denegrir, dificultar, tornar impossível a aquisição das aeronaves e levar a bom porto este projecto.

Falando de irresponsabilização, tivemos empresários, comentadores políticos, especialistas, professores universitários, banqueiros, e outros doutores , movidos por interesses egoísticas, empresariais e partidários, por serem a "oposição" e por não serem capaz de defender o que é melhor para Portugal, que se colocaram contra este projecto. A estes não serão assacadas culpas mas fica o registo da sua posição.

Argumentavam que os Kamov, por não serem aeronaves certificadas para a operação e por ser um processo que leva tempo (Espanha já os usa para as mesmas funções que em Portugal há bastante tempo, invocar falta de certificados é tentar ganhar a guerra na "secretaria"), nem poderem ser usados para operações comerciais (o que é estúpido argumentar visto que esse objectivo está claramente fora do âmbito de utilização deste meio, um helicóptero médio-pesado adaptado a combate a incêndios florestais, transporte de acidentados e exclusivamente ao serviço do Estado) e que tinham sérias desvantagens técnicas (o que é uma grande mentira já que é considerado um excelente helicóptero pelos pilotos e com décadas de provas dadas em todos os meios), não podiam ser utilizados. O que na verdade queriam dizer é que se fosssem privados já poderiam. Curioso, não?

Se não existissem estes meios aéreos em permanência teríamos tido um grande desastre ambiental na mata do Gerês. Numa altura crítica e "anormal" para o que se esperava nesta altura do ano. Tenho a certeza disso.

Ainda mais, também tenho a certeza de que no que toca a políticas que levam a aumento de despesas do Estado, teremos sempre uma classe de "privilegiados" da política que estarão sempre contra tal medida, e que , curiosamente ... ou não ... enriqueceram "ilegitimamente", privatizando serviços e onerando os contribuintes, tais como o muito recentemente badalado conselheiro de Estado Dias Loureiro, antigo administrador da Sociedade Lusa de Negócios, que muito contribuiu para o enriquecimento desta empresa, à custa de contratos milionários com o Estado ( só para terem uma ideia, o custo por hora de uma aeronave medicalizada era de 900 contos em Portugal, 50% mais do que em Espanha, cerca de 600 contos ) .

Ricos negócios que a SLN tinha com o Estado. E agora? Ah pois é, o PSD já não está no governo.

2009-03-15

Este Blog apoia...

O TGV em Portugal.
O desenvolvimento de energias renováveis e sua utilização nacional.
O investimento, inovação e criação de novos produtos e postos de trabalho na indústria portuguesa.
A melhoria dos transportes públicos dentro e fora das zonas urbanas.
A penalização fiscal do transporte automóvel movido a combustíveis fósseis.
A diminuição dos impostos e maior justiça fiscal.
O aumento dos salários médios até ao nível de Espanha.
A diminuição das regalias das classes profissionais ligadas ao serviço público e sua equiparação ao sector privado.
O aumento da utilização das tecnologias de informação para aumentar a produtividade e combater as perdas de eficiência.

2009-03-06

Espanha, um país !

Fui andar de TGV . Madrid - Barcelona. 110 €. Que bom. Tenho que repetir.

E aqui andamos a dizer que sim, que não, que sim, que não, que merda, que foda-se, que puta que os pariu a todos, que eu vou mas é para Espanha fazer a minha vida!

Grande JEM, Pá!

É isso mesmo. É um dos poucos deputados do PSD que deveriam continuar para o próximo mandato. Sem ele, aquilo seria um ambiente muito eclético, elitista, com bocas tortas e indirectas. Nada como mandar o CC para o "caralho", que habituado já está a vomitar impropérios aos seus adversários. Devia ter ido logo ao tapete, mesmo no meio da Assembleia. Era um espectáculo impressionante. A TV Parlamento passava a ser o novo canal de "Wrestling".

É claro que, como antigo secretário de estado do Ambiente, na minha opinião, o JEM devia deixar de andar a representar a tal senhora no processo de terrenos que envolve a Direcção do Ambiente. Pode ser considerado que se está a aproveitar do facto de ter sido antigo secretário do Ambiente. Mas o tipo, que é advogado, têm que fazer pela vida, não é? Não pode simplesmente deixar de ser advogado e ir trabalhar para as obras, ou ser consultor numa empresa de energias renováveis. Enfim, o que a política obriga. Pelo menos não anda a chamar de paneleiro ao Sócrates, entre-dentes, como o PSL andou a fazer.

Avaliação semanal: 18 valores (não levas 20 porque não mandaste o CC ao tapete)

P.S. : Este fim-de-semana, vou ver o Wrestler, grande filme !
P.S. : Andamos a pagar 3000€ limpos a esta "gajada", que raio, pelo menos que haja umas sessões de pancadaria para animar a malta!

2009-03-01

Politicos

Entre um político que rouba e não faz nada, e um que rouba e faz, quem vocês acham que o povo prefere?

2009-02-09

The Show must go on!

"I can tell you that doing nothing is Not an option!", Barak Obama.

MANUELA, VAI-TE EMBORA!